Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quimeras e Utopias

Quimeras e Utopias

A paixão consome

Ontem, quando fui buscar o meu filho à escola, ele tinha uma grande novidade para me contar. Tinha uma namorada. Uma colega de escola arrebatara-lhe o coração.

 

 — Mãe, eu «amo-la» tanto.

 

O erro gramatical só me fez achar ainda mais graça à situação. Estamos a falar de uma criança de 6 anos e da sua perceção do amor e aquela frase roubada dos adultos tornou a conversa muito caricata. E que conversa. Já metia lutas ao barulho, pois outro colega demonstrava semelhante interesse pela mesma menina e pairava o perigo do tal lhe «roubar» a namorada.

 

Depois da escola, fomos ao supermercado e, não fosse ontem o dia dos namorados, a evidência consumista da data estava em todo lado. Eram chocolates, flores, perfumes, peluches.

 

O meu querido filho, como principiante nestas viagens da paixão, deixou-se levar pelo ímpeto consumista/amoroso. O amor teria de ser demonstrado por uma oferta especial.

 

— Tenho de lhe oferecer uma prenda dos namorados, mãe. Pode ser?

 

O arrebate era tanto que o magano queria comprar chocolates, livros, peluches e brinquedos para oferecer à namorada nova. Tive de refrear aquele consumismo «valentínico» desenfreado, mas não pude negar um pequeno presente. Uma caixa de bombocas de chocolate.

 

Hoje, lá foi ele para a escola com o presente embrulhado e um desenho feito com muita dedicação (cheio de corações vermelhos) para ofertar à sua colega namorada.

 

Em suma, apesar do altruismo da compra, a paixão é consumista, a paixão consome.

43 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub