Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quimeras e Utopias

Quimeras e Utopias

Abstinência abortiva

Enquanto a Direção Geral de Educação sugere que as escolas, a partir do 5°ano, procedam a esclarecimentos em torno da temática do aborto, um partido da oposição sugeriu que aquilo que deveria ser discutido e difundido na escola era o conceito da abstinência e suas vantagens.

 

Falando da minha experiência pessoal, depois de anos a usar óculos fundo de garrafa, da baixa autoestima e de ser uma moça feiosa, mas com padrões de escolha masculina estranhamente elevados e inverosímeis, a disciplina da abstinência ficou logo dada sem necessidade de recorrer a um concurso de colocação de professores.

 

Em consequência de ter passado a essa disciplina com distinção, ficou abortada a necessidade de frequência da disciplina sobre interrupção involuntária da gravidez.

 

Isto de se ser uma adolescente perturbada é só vantagens para o erário público.

15 comentários

Comentar post